Google+

18 de dez de 2010

Guia para a Alimentação de Crianças Até Dois Anos - Passo 8

Evite alimentos que não são nutritivos: evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas, nos primeiros anos de vida. Usar sal com moderação.



Revendo Seus Conhecimentos
Já foi comprovado que a criança nasce com preferência para o sabor doce; no entanto, a adição de açúcar é desnecessária e pode ser evitada nos dois primeiros anos de vida. Essa atitude vai fazer com que a criança não se desinteresse pelos cereais, verduras e legumes, alimentos que têm outros sabores. Até completar um ano de vida, a criança possui a mucosa gástrica sensível e, portanto, as substâncias presentes no café, enlatados e refrigerantes podem irritá-la, comprometendo a digestão e a absorção dos nutrientes, além de terem baixo valor nutricional.

Curso online de Alimentação do Bebê

O sal iodado, além de fornecer o iodo, é importante para que a criança se adapte à alimentação da família; porém, seu uso deve ser moderado e restrito àquele adicionado às papas salgadas.

Deve ser evitado o uso de alimentos industrializados, enlatados, embutidos e frituras, que contenham sal em excesso, aditivos e conservantes artificiais. As frituras são desnecessárias especialmente nos primeiros anos de vida. A fonte de lipídeo para a criança já está presente naturalmente, no leite, nas fontes protéicas e no óleo vegetal utilizado para cocção (cozimento). O óleo usado para as frituras sofre superaquecimento, liberando radicais livres que são prejudiciais à mucosa intestinal do bebê e, a longo prazo, têm efeitos danosos sobre a saúde.
O mel é totalmente contra-indicado no primeiro ano de vida pelo risco de contaminação com Clostridium botulinum.

O que a Mãe Deve Saber
  • Oferecer alimentos in natura sem adição de açúcar; preferir frutas que não precisam ser adoçadas (laranja, caju, maçã, pêra, mamão, banana, melancia, goiaba, manga) ou legumes do tipo cenoura ou tomate.
  • A criança pequena não pode “experimentar” todos os alimentos consumidos pela família (por exemplo, iogurtes industrializados, queijinhos petit suisse, macarrão instantâneo, bebidas alcoólicas, salgadinhos, refrigerantes). Enquanto a família estiver consumindo esses alimentos, oferecer apenas frutas, sucos ou cereais, que são mais adequados e saudáveis para a criança.
  • Orientar os irmãos maiores para não oferecerem doces, sorvetes e refrigerantes para a criança pequena.
  • Orientar a mãe para ler o rótulo dos alimentos infantis antes de comprá-los para evitar oferecer à criança alimentos que contenham aditivos e conservantes artificiais.
  • Alguns alimentos não devem ser dados para a criança pequena porque não são saudáveis, além de tirar o apetite da criança e competir com os alimentos nutritivos.
A OMS recomenda o seguinte alerta às mães:

  • Líquidos e bebidas devem estar livres de contaminação. Então a água utilizada deve ser sempre fervida e o leite, in natura ou pasteurizado, também.
  • Lavar a casca das frutas antes de descascá-las ou de fazer o suco Bebidas tipo sucos e refrescos não devem substituir os alimentos sólidos nem o leite materno. Qualquer líquido deve ser oferecido sempre após as refeições.
  • Chá preto, chá mate, café e mate reduzem a absorção de ferro, portanto não devem ser oferecidos próximos às refeições.
Alimentos que NÃO Devem Ser Oferecidos à Criança Pequena
  • refrigerantes
  • produtos industrizalizados com conservantes
  • produtos com corantes artificiais
  • embutidos e enlatados
  • doces industrializados
  • café
  • chás
  • frituras
  • alimentos muito salgados ou adocicados

+ Populares

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin